O Governo de Minas Gerais promoveu ao longo do ano de 2017 uma série de ações para auxiliar os municípios na implementação de ações estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti). Para combater o trabalho infantil foi desenvolvida campanha de conscientização, articuladas parcerias e realizadas capacitações, especialmente nos municípios considerados prioritários.

Segundo dados do Censo Demográfico de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Minas Gerais ocupa o terceiro lugar no ranking de trabalho infantil, com 349.999 crianças e adolescentes em situação de trabalho infanto-juvenil, o que representa 10,2% do total do país (3.406.517).

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) procurou garantir que todos os municípios de Minas realizassem ações de combate ao trabalho infantil, sendo que 72 deles foram considerados prioritários para o apoio técnico, pois apresentam maior incidência de casos.

Esses municípios foram apontados pelo Ministério de Desenvolvimento Social, com base no Censo de 2010, como os que registraram mais de 400 casos de trabalho infantil ou que tiveram um aumento de mais de 200 casos em relação ao Censo anterior.

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here