A Equipe Técnica de Proteção do Patrimônio Cultural de Capinópolis está pesquisando a zona rural em busca de bens culturais e naturais de interesse para preservação. Composta pela Geógrafa Queli Franco, pelo Historiador Cláudio Scarparo, com o apoio do Setor de Transportes da Secretaria de Educação, a equipe visitou a região do Córrego do Pailo, Grama e Graminha, onde pode constatar uma fauna que necessita de monitoramento e proteção como o caso das Emas e vários bens naturais, dentre eles córregos e cachoeiras, em especial a Cachoeira do Córrego da Grama, que quando o rio está com maior volume d’água, embeleza a paisagem tornando a queda d’água bastante apreciável.

Vários bens culturais e naturais estão sendo inventariados para sua proteção, pois são portadores de importante significado para a construção da memória e identidade local.

O trabalho tem sido elaborado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura através da Secretária Iracilda Pereira Duarte, com o apoio do prefeito Cleidimar Zanotto e do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural.

Segundo a Diretora de Cultura Queli Franco, Capinópolis tem muitas riquezas culturais e naturais que necessitam de um registro e inventário para seu conhecimento, afim de melhor planejar ações de promoção e preservação. São riquezas de nossa cultura e de nosso paisagismo formadores de nossa identidade.

As ações de pesquisa e inventário seguem um plano municipal que vão até o ano de 2022 e que serão disponibilizadas em meio digital para consulta pública.

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here