A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) está negociando a regularização do pagamento das faturas em atraso das contas de energia elétrica dos hospitais públicos e filantrópicos. Atualmente, 60 hospitais ainda têm alguma pendência financeira com a empresa, que vai parcelar a dívida e calcular as prestações a partir de 10% do valor médio da fatura mensal. Para esta negociação especial, a Cemig está abrindo mão da aplicação de juros sobre o débito total.

 

De acordo com o superintendente de Gestão da Receita da Distribuição, Hélton Diniz Ferreira, para evitar a inadimplência, a companhia tem se esforçado para criar novas formas de negociação que facilitem o pagamento das dívidas. “A empresa está adotando diversas medidas para que esses clientes possam negociar, evitando a inadimplência e adequando os valores das parcelas ao seu orçamento”, salienta.

 

Com a ação, a Cemig espera recuperar boa parte do valor de receita que se encontra em aberto junto aos hospitais, um montante que hoje chega a mais de R$ 80 milhões.

 

Eficiência Energética em hospitais

Com a regularização junto à companhia, os hospitais que passam a ser adimplentes podem receber recursos do Programa Energia Inteligente da Cemig, regulado pela Aneel, que é baseado no incentivo à mudança de hábitos na utilização da energia elétrica e no fomento à cultura do consumo consciente, com redução e eliminação de desperdícios dos recursos naturais.

COMENTE NO FACEBOOK