É notório que as mulheres costumam gastar mais do que os homens no momento de escolher as roupas que vão “rechear” o guarda-roupa. No entanto, de acordo com a consultora de imagem e estilo Juliana Marangoni, é possível economizar no orçamento na hora de pagar por uma peça.

“O ideal é a pessoa analisar minuciosamente o armário antes de se fazer a revitalização. Observar todas as peças, separar as que serão doadas, as vestimentas que precisam ser ajustadas ou ser mandadas ao conserto, além das que não usa mais e que podem ser vendidas num brechó”, comenta Juliana.

Além disso, promover um check list organizado por categorias também pode ajudar para conferir os itens que faltam no vestuário.  Fazer um inventário ajuda a não esquecer as roupas que já têm no armário, além de auxiliar a não cair em tentação com as promoções. “Quem vai às compras com a lista do que já tem em casa, não cai no erro de gastar mais do que devia. Desse modo, devemos levar em consideração o tecido – se é de longa duração-, o caimento, se há combinações da peça nova com outros adornos, entre outros detalhes”, adverte a consultora.

Outra dica essencial é fazer uma contabilidade pessoal que avaliará detalhadamente os gastos. Se a pessoa trabalha fora a maior parte do tempo, a parte do guarda-roupa com mais peças tem que ser voltada ao lado profissional ou casual. 

Custo x Benefício 

Juliana Marangoni também chama a atenção para um detalhe importante: a relação do que se gasta com a vantagem que a vestimenta proporcionará. Um vestido de festa, por exemplo, que custa em média R$300,00, deve ser colocado à prova, já que a peça será usada, no máximo, três vezes ao ano. Entretanto, se for comprar uma calça de alfaiataria, por exemplo, o valor poderá ser o mesmo, mas a quantidade de vezes que será usada é bem maior. “Muita gente acha mais caro que o vestido, mas não é. Vale muito mais a pena comprar a calça do que um vestido que ficará parado no armário”, comenta ela.

De acordo com a consultora, é preciso fazer várias combinações com as peças e fotografar looks para compor diversos estilos. Uma peça de roupa nunca é descartável, pode ser usada várias vezes, porém com criatividade e bom gosto”, conclui.

Só lembrando que um brechó pode ser uma ótima opção, tanto na hora de efetuar suas compras, como para vender e desafogar seu guarda-roupa.

Por: Juliana Marangoni – consultora de imagem e estilo

 

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here