GURINHATÃ – O mês de março já está próximo do fim e o Município de Gurinhatã continua amargando a queda de receita por conta do contínuo confisco praticado pelo Governo de Minas Gerais.

 

Segundo Levantamento apresentado pela Associação Mineira de Municípios no último dia 11, a dívida com o município de Gurinhatã chegou ao valor de R$ 3.130.118,96 (Três milhões, centro e trinta mil, cento e dezoito reais e noventa e seis centavos).

 

O maior prejuízo sentido pela Administração Municipal tem sido na Saúde com mais de R$ 1,3 milhão para receber, além da Educação com mais de R$ 700 mil para receber, sendo mais de R$ 70 mil só com o Transporte Escolar.

 

“Temos feito de tudo para não deixar a nossa comunidade sem atendimento em diversos setores, especialmente os alunos nas nossas escolas. É uma situação difícil, mas 2019 não está nem um pouco diferente de 2018”, disse o prefeito Wender Luciano.

COMENTE NO FACEBOOK