A Empresa Municipal de Mecanização Agrícola, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Obras, intensificou o trabalho de recuperação das estradas rurais, que foram danificadas pelo longo e intenso período de chuvas que ocorreu em Ituiutaba nos últimos meses de 2017 e nos dois primeiros meses deste ano. O trabalho inclui também a recuperação de pontes e mata-burros.

“Em um primeiro momento, mais precisamente no final do mês de janeiro e início de fevereiro, fizemos um trabalho paliativo para garantir o escoamento da safra agrícola e o tráfego de caminhões e moradores da zona rural. Agora, com a estiagem, estamos fazendo a recuperação definitiva destas estradas. Queremos evitar em 2019, os mesmos problemas que enfrentamos este ano, quando boa parte do nosso trabalho foi o de retirar caminhões e carros dos atoleiros”, disse o engenheiro mecânico e diretor da EMMAG, Otávio Fratari Bonito.

O município de Ituiutaba possui uma malha viária rural de aproximadamente 1,2 mil quilômetros de extensão, incluindo os acessos às propriedades rurais. O trabalho que vem sendo realizado pela EMMAG prioriza as estradas principais, de uso comum, que juntas somam Placas, Córrego da Chácara e Água Amarela cujo acesso se dá pelo frigorífico.

“A equipe da EMMAG tem feito um trabalho fantástico. Algo há muitos anos não era feito nas estradas rurais do município. Mesmo com pouco recurso e maquinário reduzido, salta aos olhos a qualidade do serviço que está sendo realizado. Isto é resultado da confiança, da entrega e do comprometimento desta equipe, não só com a prefeitura de Ituiutaba ou com a Secretaria de Obras, mas principalmente com as nossas comunidades rurais, que dependem destas estradas em boas condições de utilização”, afirmou Vicente Fontoura, secretário municipal de Obras.

 Moradores da zona rural aprovam trabalho realizado

A produtora e empresária rural Ivonete Aparecida Alves, proprietária da Pousada e Pesque-Pague Reino Encantado, finalmente voltou a receber clientes no último final de semana. Enquanto se preparava para colocar mais um frango caipira na panela, ela lembrou `dos dias difíceis que passou por conta da má conservação das estradas que dão acesso ao mata-burro de entrada à sua propriedade.

“Eu vivo deste fogão aqui. Quando a estrada está boa, transitável, estou sempre cozinhando e servindo a clientela. Mas nos últimos meses a coisa ficou complicada. Ninguém arriscava enfrentar o barro e tantos buracos para chegar até aqui. Bastou que a prefeitura consertasse a estrada, para voltar o movimento. E como já estou aqui há muitos anos e sempre enfrentei os mesmos problemas na época das chuvas, posso afirmar que o trabalho feito agora foi diferente. Muito melhor que em anos anteriores”, disse ela.

Segundo o diretor da EMMAG, Otávio Fratari Bonito, o trabalho que vem sendo feito nas estradas vicinais do município não se restringe a cobrir os buracos e eliminar os atoleiros. “Nós fizemos a compactação e colocação de cascalho, levantamos o leito da estrada para eliminar os pontos de acúmulo de água e valas nos acostamentos para facilitar o escoamento”, disse ele.

Estradas particulares também são consertadas

Apesar da prioridade da EMMAG estar voltada para a recuperação das estradas principais, o trabalho continua sendo feito também nas estradas particulares que dão acesso ás propriedades rurais. Neste caso é cobrado um determinado valor do proprietário, conforme a extensão e o serviço que deverá ser executado.

“Estes serviços particulares são feitos, geralmente, aos finais de semana e conforme a demanda que chega aqui na EMMAG. O valor é bem abaixo do que é cobrado no mercado. Nestes casos são emitidas Notas Fiscais no valor do serviço e o dinheiro é depositado em uma conta em nome da EMMAG. Todo o valor arrecadado é revertido na aquisição de peças e recuperação do maquinário que temos hoje à nossa disposição. Tudo feito com a maior transparência possível”, afirmou o diretor Otávio Fratari.

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here