As condições do tempo são frequentemente apontadas como responsáveis por deixar a população doente. Gripe, resfriado e tosse são alguns dos casos mais comuns. Em Ituiutaba, o clima durante o ano é considerado quente, chegando a marcar até 47 °C. Porém, nos meses de inverno, as temperaturas tendem a cair, apresentando variações que podem ser um dos fatores que influenciam na doença que mais gera óbitos na população adulta do Brasil, o acidente vascular cerebral (AVC).

Foi o que identificou o estudo “A influência da variação das temperaturas mínimas na mortalidade por doenças circulatórias em Ituiutaba (MG)”, realizado pela pesquisadora Emmeline Aparecida Silva Severino, com orientação do professor Rildo Aparecido Costa, no Programa de Pós-Graduação em Geografia do Pontal, da Universidade Federal de Uberlândia.

A pesquisa, que foi realizada durante dois anos, investigou a influência da variação das baixas temperaturas em relação aos índices de mortalidade por AVC da população atendida na rede municipal de saúde em Ituiutaba (MG), durante os meses de maio, junho, julho e agosto, de 2007 a 2014. O objetivo foi contribuir para o planejamento e a elaboração de políticas públicas, visando à qualidade de vida e o acesso à informação.

COMENTE NO FACEBOOK