De 16 a 26 de agosto vai acontecer a maior festa de peão do Brasil

 

Se tem um rodeio que tem história no Brasil, é Barretos. A Festa do Peão de Boiadeiro da cidade, capital do rodeio brasileiro, é cobiçada, almejada, esperada por todos que amam esse meio. Não só pelos competidores, mas também pelo público. Os dez dias de agosto são uma verdadeira explosão de entretenimento, esporte e reverência à cultura sertaneja.

A história de Barretos se confunde com a do rodeio brasileiro. Até 1955, a cidade era pacata e tinha na pecuária sua principal atividade econômica. Passagem obrigatória dos ‘corredores boiadeiros’, como eram conhecidas as vias de transporte de gado entre um estado e outro. Os peões das comitivas, que reunidos para descansarem, acabavam criando mil maneiras para se divertirem.

E como não podia deixar de ser, nestes encontros tentavam mostrar suas habilidades na lida com o gado. Em um sábado de 1947, na quermesse realizada pela Prefeitura Municipal, aconteceu o primeiro rodeio do país, realizado dentro de um cercado com arquibancadas. Anos mais tarde, nasceu numa mesa de bar o Clube Os Independentes, lançado por um grupo de 20 rapazes solteiros ligados a agropecuária local.

A ideia de promover festas inspiradas na lida das fazendas, com o objetivo de arrecadar fundos para as entidades assistenciais da região, foi o motor principal. Um ano depois, em 1956, lançaram 1ª Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos. Em 2018, a Festa comemora 63 anos. Entre as atrações, o rodeio é o mais aguardado do circuito.

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here