Já imaginou Minas Gerais sem queijo artesanal? Não dá, né? Registrado há dez anos como patrimônio cultural imaterial brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o modo artesanal de fabricação do queijo no estado conquista admiradores no Brasil e também fora do país.

Na zona rural, a tradição é passada de geração a geração. A produção é ditada pelo ritmo do rebanho. As vacas são ordenadas diariamente, o leite é transportado e acondicionado. A matéria-prima, crua, é então transformada no saboroso patrimônio mineiro.

Para modernizar a legislação e o processo de produção, facilitando assim a certificação e comercialização do queijo artesanal mineiro, o governador Fernando Pimentel encaminhou, em setembro do ano passado, o P.L 4.631/17, que está em trâmite na Assembleia Legislativa. Além de alterar normas de funcionamento das queijarias e estabelecer novos parâmetros para a fiscalização, o projeto apresenta estratégias de incentivo, como a qualificação técnica dos produtores de queijo.

Desde o envio do projeto, houve reuniões e diálogo com os produtores para analisar a proposta. Em atenção a estas demandas e com o intuito de aperfeiçoar o PL, foi construído um substitutivo, apresentado aos produtores em reunião coordenada pelo governador no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte.

“O interessante desse projeto é que ele abre espaço para regulamentação de todos os tipos de queijos artesanais, incluindo os que são elaborados com leite de outras espécies, como cabra, ovelha e búfala, assim como os queijos artesanais da Mantiqueira, Alagoa, Requeijão Moreno, Cabacinha e do Suaçuí”, destaca o superintendente de Apoio à Agroindústria da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), Gilson Sales.

“O Governo do Estado está dando condições legais para que todos os produtores possam se formalizar e oferecer para a população produtos seguros, e essa lei poderá embasar uma lei federal, facilitando, futuramente, a comercialização do queijo mineiro em todo o Brasil.

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here