Dentro das comemorações dos 117 anos de Ituiutaba, alunos da Escola Municipal Machado de Assis farão, nesta quinta-feira (4), mais uma apresentarão da peça “O Arraial do Rio Tijuco e suas Personalidades Anônimas “. O palco desta vez será o Museu Antropológico de Ituiutaba – Musai, onde a história de Ituiutaba será contada em verso e prosa, através de um texto escrito e encenado pelos próprios alunos.

“O espetáculo tem como referência central um antigo bar da Esquina do Pecado, por onde passavam todos os personagens que são retratados na peça. Trata-se do resultado de pesquisa feita pelos alunos que resgataram a história de personagens e personalidades cujas vidas se confundem com a própria história de Ituiutaba”, comentou Sandra Bitencourt, especialista em Arte e Educação, da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer, que também assina a direção da peça.

Segundo ela, os alunos trocaram o projeto inicial, que falaria sobre a Grécia e Roma antiga, por algo mais próximo da sua realidade. “O resultado desta mudança não poderia ser melhor. Percebemos um engajamento muito grande destas crianças neste projeto. Percebemos também o crescimento e o desenvolvimento delas sobre a aceitação de pessoas e situações que diferem da sua realidade. Algo que buscamos neste projeto foi falar sobre a saúde mental. O nosso compromisso e o nosso olhar para com as diferenças. E neste sentido, a resposta que estas crianças nos deram foi maravilhosa”, comentou.

A peça “O Arraial do Rio Tijuco e suas Personalidades Anônimas “conta a história de pessoas como Zé do Óleo e seu discurso político. A Lurdinha e sua figura franzina e solitária, que era vista nas madrugadas varrendo as ruas da cidade. A Vó Antônia, que era presença certa em todos os casamentos que aconteciam em Ituiutaba. Maria Rosa, que percorria a cidade com seus retalhos de pano e até mesmo o garçom que atendia, ouvia e conhecia todas as histórias que se passavam na Esquina do Pecado.

A apresentação desta quinta-feira no Musai contará ainda com as participações especiais da Banda Mirim Maestro Elias Antônio Dias e Alunos da Escola Municipal Ainda Andrade Chaves. “Na oportunidade, estes alunos prestarão uma homenagem ao senhor Vilésio Pimenta. Um morador do bairro Satélite Andradina que faleceu recentemente, mas que tinha o sonho que todos soubessem o quanto ele era generoso e gostava das crianças”, concluiu Sandra Bitencourt.

 

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here