A doutoranda Sâmela Keila Almeida dos Santos, do Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da UFU, faz experimentos com a enzima protease na alimentação de galinhas poedeiras na Fazenda do Glória.

O sorgo é o quinto cereal mais produzido no mundo, depois do trigo, arroz, milho e cevada. É utilizado como alimento humano na África, Ásia e América Central. No Brasil, o sorgo é adotado apenas na nutrição animal, mas sua produção aumentou quase dez vezes nos últimos 30 anos.

Esse crescimento pode ter sido influenciado pela ciência, inclusive pelas pesquisas desenvolvidas na Universidade Federal de Uberlândia (UFU), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). É o que defende o professor Evandro de Abreu Fernandes, da Faculdade de Medicina Veterinária da UFU.

Os estudos coordenados por Fernandes demonstram as vantagens da utilização do sorgo na alimentação de frangos e galinhas poedeiras.

COMENTE NO FACEBOOK