O Município de Gurinhatã está desenvolvendo pesquisas no âmbito da paisagem e da arqueologia, onde no último dia 04/02, a pesquisadora e professora da Universidade Federal de Uberlândia, Leda Correia Pedro Miyazaki, diretora do Laboratório de Geomorfologia, o historiador Cláudio Scarparo Silva, com o apoio do Departamento Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, tendo a presença do técnico Antônio Cezar da Costa, que visitaram as Serras da Mesa, da TV e do Morro Alto, onde, além de estudar as características geomorfológicas das serras, a pesquisa identificou vários artefatos arqueológicos, que comprovam a passagem de grupos pré coloniais, na região.

A presença desses grupos é confirmada pela grande quantidade de artefatos líticos lascados (pedras lascadas), encontrados nas serras. Esses artefatos eram suas ferramentas. Com eles os primitivos habitantes dessas terras confeccionavam seus utensílios, cortavam as peças, as carnes para comida e sobreviviam ante uma paisagem que vem se transformando através dos séculos. Esses estudos primários desses grupos são importantes para o conhecimento da história pré-colonial da região e do desenvolvimento humano.

Segundo os pesquisadores, um dos fatos relevantes da descoberta é que não há incidência de material cerâmico nos sítios arqueológicos encontrados, levando a crer que se trata de grupos caçadores e coletores, que existiram antes dos grupos sedentários e ceramistas. Esses grupos caçadores e coletores não dominavam a agricultura e viviam, principalmente da caça e da pesca.

A professora Leda está realizando análise do solo e colhendo informações sobre o local e sua formação geomorfológica. Esses estudos estão sendo feitos no laboratório de Geomorfologia da Universidade Federal de Uberlândia, Campus Pontal.

O município de Gurinhatã está colaborando com as pesquisas, cujo resultado irá ser aproveitado no inventário de bens culturais e naturais para a preservação e para o aumento de pontuação no ICMS Patrimônio Cultural, além de colher informações para a formulação de políticas públicas para o desenvolvimento turístico da região. Um dos artefatos descobertos, na Serra da Mesa foi um raspador e plaina conhecido como lesma, que é de grande importância para os conhecimentos do tipo de técnica que os grupos usavam para confeccionar os seus materiais.

COMENTE NO FACEBOOK