Produtores rurais mineiros terão até 25 de junho para declarar, junto ao Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), a vacinação do seu rebanho contra a febre aftosa, na primeira etapa anual de imunização, realizada em maio.

O prazo para a declaração, que terminaria em 10 de junho, foi ampliado para a nova data tendo em vista a prorrogação para 15 de junho da data para vacinação do gado estabelecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em virtude da greve geral dos caminhoneiros, que afetou vários setores, inclusive a produção e distribuição das vacinas contra a doença.

O diretor-geral do IMA Marcílio de Sousa Magalhães lembra que o produtor que não declarar a vacinação do seu rebanho dentro do prazo estará sujeito a multa de cinco Ufemgs, o equivalente a R$ 16,25 por cabeça. E reforça o uso da internet como meio para facilitar essa declaração.

A bovinocultura é um importante gerador de emprego e renda no estado, tendo exportado, no ano passado, US$ 598 milhões em carne bovina.

 

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here