Tombado em 1999, como patrimônio histórico municipal, a antiga Casa da Cultura, agora transformado em Museu Antropológico de Ituiutaba (MUSAI) é um convite permanente a sociedade tijucana em geral, e em especial, neste mês de aniversário do município, para conhecer e entender boa parte da história de fundação da cidade.

 

A Fundação Cultural de Ituiutaba, responsável pelo funcionamento e administração do MUSAI, lembra que os visitantes podem fazer uma verdadeira viagem ao tempo, através dos objetos, manuscritos e documentos expostos no local.

 

“É possível conferir a máquina e período das publicações jornalísticas, carro de boi responsável pelo transporte de pessoas e mantimentos, desnatadeiras, lamparinas e fotos antigas de várias décadas sobre a história do crescimento da cidade. A própria sede do MUSAI, que teve o início de sua construção em 1913 é parte da história a ser contada”, disse o Presidente interino da Fundação Cultural, Jaderson Ferreira Agostinho.

 

A sede do MUSAI foi edificada na ocasião com a pretensão de instalar no local o Hospital São José. Chegou a funcionar como Santa Casa de Vila Platina, mantido pela Sociedade São Vicente de Paula.

 

Durante a revolução de 1930, o local se transformou em Batalhão dos Voluntários Ituiutabanos, denominados de “Tropeiros da Liberdade”. Em 1934 chegou a funcionar como Posto de Higiene, e funcionando parcialmente como hospital. Em 1946 inaugurou-se ali o Hospital São José que funcionou neste prédio até 1972. E depois da nova sede da unidade hospital, abrigou a sede do necrotério até a década de 1980. Ficou um tempo abandonado, e devido ao convênio com o Ministério da Cultura, em 1996 passou por reforma até ser tombado. Para agendar ou tirar dúvidas sobre funcionamento do MUSAI pode ligar para (34) 3261-3035 ou (34) 3261-4248.

 

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here