As altas taxas de juros e manutenção oferecidas pelos bancos tradicionais já não te atendem? Então, é preciso pensar em uma alternativa mais humana, justa e coletiva de gerir os seus investimentos. Uma solução para o seu problema é a opção pelas cooperativas de crédito, instituições financeiras com taxas menores que o mercado, preocupadas em oferecer os melhores serviços a seus associados.

No sistema de cooperativa de crédito, os cooperados são, ao mesmo tempo, donos e usuários da cooperativa, como explica o site do Banco Central do Brasil. Em outras palavras, os cooperados são participativos na gestão e usufruem de todos os produtos e serviços.

Além disso, as cooperativas de crédito oferecem atendimento personalizado, em conexão com as necessidades de cada cooperado. Profissionais da área da saúde, por exemplo, saem em vantagem caso estejam vinculados a uma cooperativa interessada em sua área profissional.

Saiba, então, os sete motivos para escolher uma cooperativa de crédito:

1) Melhores condições de investimento se comparadas aos bancos: as taxas são menos elevadas e as cooperativas trabalham com planos de investimento e facilitação de crédito;

2) Atendimento personalizado: quem não quer ser atendido de acordo com as suas necessidades? Pois é! As cooperativas de crédito optam por um atendimento que atenda as necessidades específicas dos envolvidos;

3) Para a cooperativa você não é cliente, é dono: uma cooperativa de crédito é composta por cooperados, desconstruindo o modelo hierárquico que estabelece dono, empregados e clientes. O foco, então, não é a venda de um produto para um cliente, mas o entendimento de que o lucro é coletivo e todos são responsáveis pelo sucesso da cooperativa;

4) O lucro da cooperativa é repartido: o resultado positivo, chamado de “sobra” é compartilhado entre os associados. Por isso, os ganhos retornam para a comunidade de cooperados, algo impensável de ocorrer em um banco;

5) Os depósitos das cooperativas são protegidos: isso mesmo! Pensou que as cooperativas de crédito seriam inseguras? Nada disso. Os depósitos têm a proteção do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop);

6) Pessoas físicas e pessoas jurídicas podem fazer parte: observadas as regras específicas de admissão para cada tipo de cooperativa, indivíduos e empresas podem ser cooperados;

7) Serviços equiparados aos dos bancos: uma cooperativa trabalha com liberação de crédito, emite talões de cheque, concede empréstimos e oferece todos os serviços que um banco executa.

Gostou de saber mais sobre as cooperativas de crédito? A Unicred Aliança conta com plano de cooperação financeira especial, voltado aos empresários da área da saúde, com taxas de aplicações maiores e taxas de juros bem abaixo do mercado. Além disso, pratica tarifas e taxas reduzidas ou inexistentes em relação ao que oferecem os bancos, isentando o associado até mesmo de impostos.

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here