Capinópolis – Duas trombas d’água ocorridas em Capinópolis num intervalo de pouco mais de um mês, a primeira no dia 29 de novembro, quando choveu mais de 150 mm em pouco mais de uma hora, e na noite de domingo, dia 07, na boca da noite, com cerca 200 mm em pouco mais de duas horas provocaram muitas inundações e destruição.

“Eu não estava em casa. Nós estávamos todos no trabalho quando a chuva começou. Graças a Deus não estávamos em casa, pois segundo informações dos vizinhos a água estourou a parede e desceu arrebentando tudo”, disse Luiz Henrique, morador da Rua Cachoeira Dourada, próximo à Avenida 99 com rua 108, morador de uma das casas de um conjunto construído pela CEF.

Nossa reportagem visitou várias residências no local, acompanhando o trabalho do pessoal da Secretaria de Desenvolvimento Social, quando os moradores retiravam a sujeira e catalogavam os prejuízos. No fundo das casas os muros foram todos derrubados.

Na Avenida Névio Franco de Morais houve também muita enxurrada que provocou estragos e danificou móveis.

No Bairro Barbosa grande quantidade do asfalto foi destruída e no Portal dos Ipês, um ponto tradicional de alagamentos da cidade, sempre que as chuvas são maiores, nós conversamos com vários moradores que perderam muitos móveis, portões foram arrancados e muita lama entrou nas residências.

Antonio Aparecido, morador da Rua Maria Auxiliadora, teve móveis estragados e o portão foi derrubado, o mesmo aconteceu com todos os moradores das imediações. Gilberto Ferreira que possui residência do outro lado da rua teve seu portão derrubado três vezes, perdeu muitos móveis e vê sua casa alagada sempre que chove.

“Aqui é uma tristeza, não sabemos o que fazer”, disse.

Ricardo Fonseca, que mora ao lado estava em casa na hora da chuva. Ele pensou que não iria alagar sua casa, mas a enxurrada chegou de repente, e destruiu todos os seus móveis.

A ideia da maioria dos moradores do bairro é entrar na Justiça. Nós conversamos com outro morador, que está acostumado a ter sua casa invadida pela enxurrada. Ele disse a nossa reportagem que vai acionar a Justiça. Segundo ele foram gastos R$90 mil reais melhorando a sua casa, mas ele quer apenas que a CEF receba a casa de volta.

“O prejuízo foi enorme. Um sonho que se realizou e agora desmoronou, já estou procurando outra casa, quero mudar de lá”, disse.

A Prefeitura de Capinópolis colocou várias secretarias em ação para limpar a cidade e a Secretaria de Desenvolvimento Social visitou as famílias catalogando as perdas para buscar apoio junto à Defesa Civil.

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here