GURINHATÃ – Como iniciar as aulas sem dinheiro para transporte escolar, pagamento de professores e outas despesas? Essa é a pergunta feita pelos prefeitos mineiros, como no caso de Gurinhatã que já tem R$ 3.023.313,89 (três milhões, vinte e três mil, trezentos e treze reais e oitenta e nove centavos) para receber do Governo de Minas, confiscados desde o ano passado.

 

As incertezas do final do ano continuam também em janeiro, para as prefeituras, onde de acordo com o levantamento feito pela Associação Mineira de Municípios, a dívida do Governo do Estado com Gurinhatã chegou ao patamar de R$ 3.023.313,89, que tem provocado enormes transtornos.

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here