Patos de Minas, Uberlândia e Uberaba, no Triângulo Mineiro, vão montar redes locais de monitoramento de explosões de caixas eletrônicos, sob a coordenação da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), e formadas por representantes de 13 instituições de segurança estaduais e federais, com atuação nos municípios e suas regiões.

 

A ideia é formar um grupo, com nomes pré-definidos de profissionais, que deverá realizar um trabalho específico e voltado para o acompanhamento, prevenção e apuração de explosões de caixas eletrônicos. Estas pessoas terão a missão de ampliar o compartilhamento de informações sobre o crime entre as instituições e formular ações coordenadas.

COMENTE NO FACEBOOK