Capinópolis – A assistente social, coordenadora do setor de doenças sexualmente transmissíveis da Secretaria Municipal de Saúde de Capinópolis, Isabela Borges, disse que nos PSFs estão disponíveis testes rápidos de Hepatite B e C, Sífilis e Aids. Em entrevista ela falou também sobre vários outros assuntos relacionados a sua área.

“No mês de dezembro, foram disponibilizados uma quantidade de testes rápidos para HIV, Hepatite B e C, e Sífilis, justamente para termos uma noção de como seria o interesse da população na realização dos exames. Devido à procura ter sido grande, agora em janeiro já está nos PSF’s, uma quantidade maior de kits para a população que tem interesse em estar realizando os testes”.

 

Pergunta: Quer dizer então que a procura foi grande?

Isabela: Muito grande. E com isso acabamos detectando dois casos de sífilis, inclusive agora em janeiro detectamos outro caso entre nossa população.

 

Pergunta: Não teve nenhum caso de Aids?

Isabela: Não. E percebemos também que com a orientação que é repassada, aumentou até o número de procura pelo preservativo, que também era em número muito baixo.

 

Pergunta: Como a pessoa deve proceder se sentir necessidade de fazer o teste?

Isabela: Qualquer pessoa que tem interesse em fazer o teste pode procurar a unidade básica de saúde, ou o PSF, onde uma enfermeira vai fazer esse acolhimento. É extremamente sigiloso, a conversa é só entre a enfermeira e o usuário. E caso venha dar resultado positivo, a médica da unidade é acionada. Em casos de doenças, como a sífilis, é tratada no próprio PSF. Já as doenças como Hepatite B e C eu organizo a transferência para a cidade de Ituiutaba para a confirmação do diagnóstico.

 

Pergunta: No carnaval a preocupação é maior?

Isabela: Como Capinópolis é uma cidade muito pequena a gente percebe que no que tange à sexo, as pessoas confiam muito. Eu vi crescer, eu confio naquela pessoa, eu não tenho necessidade de usar preservativo. É por isso que estão tendo as epidemias. Em Ituiutaba que é uma cidade próxima, houve um aumento de sífilis em mais de 200%. Como Capinópolis é próxima é uma questão de tempo para a gente passar pela mesma situação. A questão do uso do preservativo é extremamente importante na prevenção. Se você começou um relacionamento novo, deseja deixar de usar camisinha, faça primeiro o teste. Tenha a certeza de que nenhum dos dois tem qualquer tipo de doença para poder transmitir ao outro e, inclusive, no Carnaval, onde normalmente as pessoas beijam um, beijam outro e não ficam só nisso, pois acabam nas relações sexuais. Não confie. Hoje a Aids e nenhuma das doenças sexualmente transmissíveis têm aparência. Já foi a época de quem tinha essas doenças era magro, que realmente parecia um cadáver, hoje, um paciente de HIV não demonstra que ele tem.

 

Pergunta: Vai ter alguma programação específica para os jovens e adolescentes nessa volta as aulas?

Isabela: Existe o Programa Saúde na Escola e desde outubro do ano passado estão acontecendo reuniões para conseguirmos fazer uma parceria, onde de posse das informações mais importantes, que as providências sejam tomadas em prol de nossas famílias. E vale lembrar sempre, “Se for fazer sexo, use camisinha”.

COMENTE NO FACEBOOK

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here