Em entrevista ao jornalismo do Gazeta do Pontal, o secretário Renato Moura apontou as atividades executadas por sua pasta ao longo do mandato. Contou que assim que assumiu a gestão, a Secretaria de Desenvolvimento Social contava apenas com 4 unidades do CRAS e ao longo da caminhada, foi realizada uma reforma com recursos próprios da Prefeitura Municipal na antiga Vaca Mecânica, que se tornou o CRAS que mais realiza atendimentos na cidade de Ituiutaba. O CRAS Pirapitinga, atualmente atende 15 bairros de Ituiutaba e no próximo sábado, 4 de agosto completará seu primeiro ano em atividade.

Renato ainda afirmou que em breve o CRAS Buritis será finalmente inaugurado. A obra passou por incontáveis paralizações anteriormente e quando a gestão foi assumida, a obra se encontrava parada, onde a atual gestão reiniciou os trabalhos e prevê a conclusão para o final de agosto.  “A grande importância dessa obra é facilitar o atendimento para a população que mora na região dos novos residenciais que é bem grande.  Atualmente as famílias são atendidas pela unidade do Bairro Ipiranga e também irá desafogar o CRAS Brasil” pontuou Renato.

Ações importantes foram muitas, com destaque para a mudança na jornada de trabalho, do funcionalismo da prefeitura para 8 horas diárias e a expansão dos CRAS e de seu quadro de profissionais chamando os aprovados no concurso.  Tudo isso foi pontual na reestruturação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil e a formação da equipe de fiscalização. Aconteceu também um reforço para a equipe do CREAS e no que tange ao fomento da educação técnica, a UAITEC em Ituiutaba no último ano, triplicou o número de cursos ofertados a população.

O Secretário também destacou o projeto Família Acolhedora, projeto interessante que pretende praticamente esvaziar as Casas Lares, tanto de crianças, quanto de adolescentes. “As famílias que se disponibilizam a participar do serviço de acolhimento, são selecionadas, capacitadas e acompanhadas pela equipe técnica do serviço e precisa atender a critérios específicos, como disponibilidade emocional e afetiva, motivação, flexibilidade, padrão saudável das relações de apego e desapego e estabilidade emocional, entre outros”.

As famílias interessadas em participar do projeto passarão por uma capacitação e após finalizada essa etapa, eles poderão se inscrever para participar do projeto no Centro de Referência Especializado em Assistência Social – CREAS.

COMENTE NO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here